Ubuntu na terra do pão di queijo

02/09/2009

Ubuntu e youtube

Filed under: Multimedia,Software Livre,Ubuntu — Leonardo Amaral @ 0:05

Saudações mineiro-alvinegras! Sei que vocês devem ter morrido de saudades, mas já viram como funciona a corrida vida de professor

Voltando a vaca-fria, vou dedicar este post à Caroline Konzen, aluna da professora Ana Cristina Fricke Matte/UFMG, que perguntou sobre esse tema e me levou a sanar de vez uma dúvida cruel: Quais opções existem para salvar vídeos do Youtube no computador?

Youtube-dl

A primeira opção, e a que mais fica a mão para mim, é o youtube-dl (http://bitbucket.org/rg3/youtube-dl/wiki/Home – sudo aptitude install youtube-dl ou apt://youtube-dl). Existem diferenças sobre a versão do Jaunty (9.04) e a vers~ao do Karmic (9.10), sendo a última bem mais avançada, mas nada que atrapalhe muito o andamento das coisas. Costumo usar as duas opções a seguir:

-l, –literal         use literal title in file name
-b, –best-quality    alias for -f 18

Um exemplo de uso:

leleobhz@zorg:~$ youtube-dl -lb “http://www.youtube.com/watch?v=09gR6VPVrpw”
Retrieving video webpage… done.
Extracting video title… done.
Extracting URL “t” parameter… done.
Requesting video file… done.
Video data found at http://v8.cache7.c.youtube.com/videoplayback?ip=0.0.0.0&sparams=id%2Cexpire%2Cip%2Cipbits%2Citag%2Cburst%2Cfactor&itag=18&ipbits=0
&signature=43DA8FE1CF75122311DD42F632FB0DB05200AB65.81E83C4955A46133B8EBECB7644
F9988F693512A&sver=3&expire=1251882000&key=yt1&factor=1.25&burst=40&id=d3d811e953d
5ae9c&redirect_counter=1
Retrieving video data:   0.1% (  96.58k of 101.44M) at   17.04k/s ETA –:– ^C

leleobhz@zorg:~$ ls *.mp4
The Machine is (Changing) Us: YouTube and the Politics of Authenticity-09gR6VPVrpw.mp4

Plugins para Firefox

Sem entrar muito em detalhes, os dois plugins a seguir fazem a mesma coisa: Procuram na página os objetos embutidos e disponibiliza o download deles. Seguem os Links:

https://addons.mozilla.org/en-US/firefox/addon/2254
https://addons.mozilla.org/pt-PT/firefox/addon/2390

PyTube

Este eu confesso que é o mais facil para usuáriso iniciantes, o PyTube (http://www.marcosrodriguez.me/pytube/ e o download do pacote: http://marcosrodriguez.me/pytube/releases/pytube_0.0.11.5-1_all.deb) é uma interface feita com Python e GTK. Segue o screenshot:

É isso ai. Qualquer detalhe, reclamação ou sugestão, postem nos comentários. Ok, agora temos foco :p
Até breve!
Anúncios

11 Comentários »

  1. Grande, Leleobhz, faz tempo que eu queria um post assim :D
    Valeu!

    Comentário por ana — 02/09/2009 @ 9:50 | Responder

  2. Outra opção é usar o Miro que está disponível nos repositórios de várias distribuições Linux, além de ter versões para Windows e Mac.

    Comentário por JotaEle — 02/09/2009 @ 9:56 | Responder

  3. Ana, thanks a lot! :]

    JotaEle: Deveras havia me esquecido dele e acho que depois vou me dedicar a fazer um post só sobre o Miro. Anyway, pelo menos as opções mais simples e diretas estão citadas. Obrigado pelo comentário!

    Comentário por Leonardo Amaral — 02/09/2009 @ 10:07 | Responder

  4. Outra forma é esperar o vídeo carregar no navegador, e copia-lo de dentro da pasta /tmp ou de dentro da pasta Cache que fica dentro da pasta de configuração do firefox. Na minha opinião acho mais prático. E que esse já converti e aplica efeitos.

    Comentário por Daniel de Souza Telles — 02/09/2009 @ 20:39 | Responder

    • Daniel: Poxa, ai tu já pegou pesado por 2 motivos: Primeiro é você ter que escovar bit na pasta .mozilla (Isso inclui “adivinhar” qual arquivo é seu video dentro do Cache), segundo que isso é um gambiarra do capeta, considerando que você já tem ferramentas para isso. A idéia e não ferrar com a vida do usuário (E porque não a minha tb, já que o que importa é o vídeo, e não a escovação de bits sendo que poderia usar uma app python de poucos kbytes).

      Comentário por Leonardo Amaral — 02/09/2009 @ 23:51 | Responder

  5. Agora explica pro cabação curioso aqui… esse artigo saiu até na planeta, e se trata do que diabos afinal? Porra, depois de ler o fim descobri que era só pra baixar video do Youtube.
    E viva uns 3 plugins do Firefox que fazem a mesma merda. Falando sério, ótimo artigo, mas procure ser mais objetivo nos seus títulos ok? Facilita a vida de nós, novatos em Open Surce plz!

    Comentário por O DONO — 03/09/2009 @ 1:08 | Responder

    • O DONO: Olha, eu até confesso que realmente faltou uma pergunta lá (Nossa, esta parecendo aula de metodologia), o que já corrigi, mas o título quem cria sou eu, e eu quis chamar a atenção aos dois tópicos. Não preciso de nada descritivo para o que queria (E sugiro que veja meus outros posts para ver que eu sei bem os títulos que dou).

      Por fim, contenha-se com a critica do segundo parágrafo. Se você achou que era a mesma coisa, problema seu. Se a opção existe, e eu achei interessante falar, eu falo delas e ponto final. A variedade está ai e eu falo das que quiser, e mesmo assim não temos um tópico redundante pois afinal, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.

      Comentário por Leonardo Amaral — 03/09/2009 @ 1:17 | Responder

  6. Salve meu querido. Acho que exagerei no sarcasmo e não ficou exatamente claro, mas o comentário era um elogio tá? Quanto a salvar os vídeos, eu só quis dizer que era bem complicadinho, principalmente pra nós, novatos. E com certeza o blog é seu, você dá os títulos que quiser onde quiser, quando quiser, enfim, como quiser. Mas como eu mesmo disse, sou um “cabação curioso”, não um expert, e seria um baita desperdício deixar de ler esse monte de coisa interessante que você publica por causa de um título.

    Na verdade, acabei me deixando puxar pro lado emocional – às vezes dá a impressão de que alguns usuários do Linux acham que ele só deve ser usado por usuários avançados, e tendem a ser extremamente técnicos em seus artigos – e isso me irrita MUITO, já que acho que só atrapalha a difusão do Linux, e com isso, a vida de todo mundo que usa software livre. Quanto mais gente usando, mais soluções aparecem, certo?

    Grande abraço, desculpe o excesso de sarcasmo/ironia, e parabéns pelo blog.

    Comentário por O DONO — 03/09/2009 @ 6:09 | Responder

    • Isso vai de cada um. Me recordo que meu primeiro PC foi um Pentium 133 lixão (E oia q tenho 22… não sou velhote não). Ao invés de seguir o rumo de todo mundo que lida com a informática hoje – Orkut, mail, MSN – Eu ficava jogando e fuçando as entranhas do sistema. Em meados da decada de 90, eu ganhei um CD do Mandrake 8, que só o capeta sabe o rabo que foi instalar aquela merda (fiquei nessa roda até 2000). Eu acho que Linux pode ser usado por todos, mas as pessoas tem que entender que computador não é televisão nem geladeira – e sim uma ferramenta peculiar em relação a forma com a qual se interage com o mundo. Quando as pessoas passarem a entender como um computador funciona, ela pode usar o sistema que quiser.

      Eu tenho muitas soluções com awk, shell, python, sed e sei que com certeza tem coisa “pior” voando por ai, e esta é a minha relação com o *nix, o que não me impede de adorar o KDE e soluções bestas como as que apresentei (E oia que por mim só usaria o youtube-dl, mas como pesquisei sobre este assunto para uma aluna da Ana que me pediu ajuda por email, resolvi pesquisar a fundo – e achei coisas bem interessantes como o PyTube e o Miro). Quero ser usuário de vez em quando também e acho que tenho direito :þ

      Falando no Miro, eu achei ele simpático também, e vou tentar escrever uma resenha sobre ele assim que der.

      Cheers.

      Comentário por Leonardo Amaral — 03/09/2009 @ 8:37 | Responder

  7. Aproveitando, endosso os comentários do amigo acima, sobre o Miro. Vi poucos sites falando desse aplicativo, que vem dando um show tanto na busca de vídeos e Feeds de vídeos, como fazendo download de torrents aqui. Adorei.

    Comentário por O DONO — 03/09/2009 @ 6:13 | Responder

  8. Eu na minha opinião prefiro os títulos descritivos em vez dos abstratos, mas é a minha opinião.
    Claro que os dois métodos possuem públicos alvo bem distintos. Usar o método de entrar no cache do Firefox é foda mesmo, por isso uso o to /tmp, como só estarão lá os vídeos que permanecerem abertos no navegador e com o auxilio de thumbnails, fica muitíssimo fácil, e caso ainda esteja difícil saber qual é qual, é só abrir o vídeo pra saber qual que ele é, ou fechar a aba no navegador do que eu não quero.

    Comentário por Daniel de Souza Telles — 03/09/2009 @ 8:51 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: